23 agosto 2010

entrevista com Antonio Carlos “Spaguet”

Antonio Carlos

hgbotoes – a quanto tempo pratica esse esporte?

“AC” – Desde os 13 anos de idade, estou com 58, faça as contas

hgbotoes – Na sua visão o que mudou, a partir da instalação da federação?

“AC” – Há mudou muita coisa. A efetivação dos Grêmios, a unificação da regra dentro da grande João Pessoa a forma como hoje se disputa o Campeonato Paraibano, etc.
hgbotões – No ano de 90, o campeonato paraibano era realizado durante um mês ou mais, num determinado local da grande João Pessoa.Em 2004,  com o surgimento de vários grêmios, foi realizado por grêmios e em 2005, foi realizado por etapas, com jogos realizados nos bairros, Hoje, com a interiorização da modalidade está sendo realizado em algumas cidades, principalmente em Campina Grande. Como você vê esta evolução desse esporte?
“AC” – Com bons olhos, no meu ponto de vista é a melhor forma de difusão.  Por acreditar que a nossa regra é a que mais se assemelha com o esporte que deu origem à modalidade, que é o futebol de campo, tem que ter suas peculiaridades por não ser dinâmico como o Futebol real, porém, no que mais chega junto é a nossa regra, digo isso com plena convicção, até porque, já joguei as outras, que por falta de discernimentos dos seus praticantes, foram criando artifícios que se distanciaram e muito daquele a qual a modalidade se espelhou. Portanto, sem ser utópico acredito piamente que se não deixar-mos a peteca cair, conseguiremos um dia praticá-la em todo Brasil.

hgbotoes – Em 2009, A Paraíba ganhou notoriedade em nível nacional, a exemplo da organização até o presente, tendo como o maior campeonato nacional já realizado, batendo recorde em participação de estados e botonistas. O que representa para a Paraíba este feito?

“AC”– Uma grandiosidade em termos de cenário para futuras acomodações do evento, considerando-se principalmente a organização do evento local, muito bem estruturado, para o que foi o primeiro evento do quilate.

hgbotoes -Como você vê a organização da federação?

“AC” Muita boa, falo isso porque conheço de perto o desempenho e a dedicação, principalmente do Seu Presidente, um cara altamente abnegado, chegando às vezes até de abdicar dos momentos com a família para estar em contato com os Grêmios dando a devida assistência e difundindo os informes federativos.

hgbotoes – O que é preciso para melhorar a performance no seu todo para o futebol da Paraíba crescer em nível nacional?

“AC” – Continuar com pessoas altamente interessadas a frente da Federação. Dar seqüência ao paraibano na mesma forma e mais adiante expandir por mais cidades dentro do Estado, e, a partir daí, tentar varar fronteiras ao Norte e ao Sul, onde poderemos começar a ganhar terreno, principalmente se essa expansão for se dando pelas beiradas, quero dizer, não procurando a princípio os grandes centros dos outros Estados.

hgbotoes – Como você avalia os redutos do futmesa na grande João Pessoa?

“AC” – Já está bem melhor, todavia, acredito que ainda tem muito a crescer, a exemplo da Grande João Pessoa, Santa Rita, Cabedelo e Bayeux já deviam está mais integrados. Como forma de integração a Federação deveria manter contato com alguns Clubes ou escolas destas cidades e programar certames  de fins de semana, junto a juventude, com premiações que seriam botões e até times completos, para incentivar a garotada a ingressa na modalidade. ISTO É MAIS UMA SUGESTÃO.

hgbotoes – Há uma idéia, que está ainda, em estudo, no sentido de que o botonista possa registrar um único time. Exemplo Vasco da Gama, santos de Piancó etc… com registro na federação, podendo o detentor do time passar o seu registro para outro. Qual a sua opinião?

“AC” – Se for para disputar o Paraibano Concordo Plenamente, porém, tem um problema, há competidores que às vezes têm dificuldade de participar por causa do valor da taxa, como seria quando ao se apresentar já houvesse equipe com o nome da sua.

hgbotoes – Quanto a regra oficial, ela se identifica com o futebol de campo?

“AC” – Como já citei acima, nossa regra dentre todas praticadas no Brasil, é a que mais se assemelha, tem algumas divergências é lógico, mas isso é o enquadramento pelo fato do dinamismo só está na peça jogada e as demais estarem estáticas, todavia ao final, há maior paridade na disputa, onde, como no Futebol Real, há casos de competidores tecnicamente mais fracos lograrem êxito em disputas com técnicos bem melhores. O que não é verdade nas outras regras existentes por aí a fora.

hgbotoes –  Qual é a sua mensagem para todos os botonistas?

“AC” – Desejo para os colegas muita tenacidade para pratica desse esporte, que para mim é a melhor forma de lazer, onde unirmos um disputa salutar a integração aos colegas, com estórias e mais estórias.


Comentários:

  1. Diógenes disse:

    Achei bem interessante esse espaço para entrevista. Fiquei na dúvida quanto à regra que o entrevistado se refere. A regra paraibana ou a regra baian (1 toque). Independente de qual regra for, o importante é difundir o futebol de mesa que, a cada dia perde espaço para os jogos eletrônicos.
    Estive recentemente no VI Futmessoa onde percebi que o futebol de mesa praticado na regra baiana (1 toque) está no caminho certo. Com o abnegado Charley a frete da organização, o futebol de mesa paraibano jogado na regra baiana já é uma realidade nacional.
    Parabéns a todos que fazem e praticam o futebol de mesa na Paraíba.

Deixe seu comentário

Blog do HG

  • 01 setembro 2010

    A meta é sua, Botonista.

    Hoje, na comunidade botonista, há uma concentração típica daqueles atletas ” botonistas ” que buscam alcançar o mais alto posto, o título máximo de uma competição. Para tanto esses atletas procuram se aperfeiçoarem, participando nos torneios realizados nos bairros pelos Grêmios. No meio dessas maratonas podemos observar, até mesmo elencar alguns nomes, aqueles já consagrados […]

    Leia mais

Enquete

    • O campeonato Paraibano disputado por etapas dar condições de igualdade a todos os botonistas, qual a sua avaliação?

      • Excelente (57%)
      • bom (36%)
      • ruim (7%)
      • regular (0%)
      Carregando ... Carregando ...